Pesquisa e capacitação


Anualmente o Jardim Botânico de Manaus recebe em média 30 mil visitantes, e o objetivo principal das visitações é o conhecimento das espécies de plantas amazônicas. Diante dessa demanda, formou-se no Jardim um Grupo de Pesquisa dedicado a desenvolver atividades e ferramentas educativas relacionadas à divulgação dos conhecimentos sobre a flora local.

O Grupo é composto por pesquisadores, técnicos e estudantes de diversas áreas de formação, filiados a diferentes instituições. Entre as atividades em andamento está o a ampliação do banco de dados do Jardim e a concepção de uma plataforma de compartilhamento dessas informações. Inspirada em experiências colaborativas e de ciência-cidadã na internet a plataforma foi batizada de WikiFlora.

Nos últimos anos, o Jardim Botânico de Manaus se consolidou como o espaço ideal para o primeiro contato de estudantes universitários com o universo da pesquisa e do trabalho de campo na Amazônia.

Orientados por técnicos e pesquisadores de instituições como o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), esses jovens realizam no Jardim seus projetos de iniciação científica, conclusão de curso e estágio obrigatório.

Provenientes de diversas faculdades de Manaus, eles desenvolvem pesquisas em áreas que vão do levantamento florístico e fenologia a estudos de turismo, gestão ambiental e educação.

Ao longo do ano também são oferecidos cursos e oficinas de caráter mais amplo, como fotografia de natureza e astronomia para crianças.

Última modificação: 2011/12/07 13:21