Aniversário do Jardim Botânico de Manaus

O Jardim Botânico de Manaus completa 10 anos na próxima segunda-feira, dia 24 de outubro, mas a festa acontece no sábado, dia 22, com a última edição do ano do Circuito da Ciência, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) e apresentação do grupo de teatro Os Garis da Alegria.

Esta será a oitava edição 8ª do Circuito da Ciência no ano. Trezentos estudantes de escolas estaduais e municipais de Manaus participarão de oficinas educativas e jogos que abordam temas como saúde, reciclagem e energias alternativas, além de realizarem caminhadas na floresta e assistirem a vídeos.

O grupo Os Garis da Alegria, da Secretaria Municipal de Limpeza Pública, farão apresentação às 11h30. Em seguida, serão distribuídas mudas de árvores frutíferas.

Um pouco de história

Criado em 24 de outubro de 2000 por meio de parceria entre o Inpa e a Prefeitura Municipal de Manaus, o Jardim Botânico Adolpho Ducke de Manaus ocupa uma área de 5 km² da Reserva Florestal Adolpho Ducke, o equivalente a 5% da Reserva. Sua missão é gerar, promover e divulgar conhecimentos sobre a flora amazônica, seus ecossistemas e suas interações com o meio ambiente, contribuindo para a construção de uma consciência ambiental.

Os nomes do Jardim e da Reserva homenageiam o pesquisador Walter Adolpho Ducke. Nascido na Itália, Ducke veio para a Amazônia em 1899 para trabalhar no Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), do Pará, como técnico de zoologia. Mas, após algum tempo viajando pela região, passou também a dedicar-se ao estudo da botânica, pelo qual ganhou bastante reconhecimento.

No início da década de 1950, foi pedido a Ducke que sugerisse uma área de floresta para servir de base às pesquisas de campo do recém-criado Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia. Dado que a primeira região escolhida por Ducke - nas proximidades do Igarapé do Passarinho - já estava impactada, o pesquisador propôs a conservação de uma área de floresta primária a leste da cidade. Nasceu assim a Reserva Florestal que leva seu nome.

Ainda hoje a Reserva é usada para pesquisas do Inpa e de outras instituições. O Jardim Botânico, por sua vez, configura-se como a interface pública da Reserva e um dos mais importantes espaços naturais oferecidos pela cidade de Manaus a seus habitantes e aos turistas nacionais e estrangeiros que visitam a cidade.

Ao longo de 2011 o Jardim Botânico recebeu cerca de 50 mil visitantes. Além de oferecer aos turistas uma visão do que é a típica floresta de terra firme amazônica, o Jardim tem se mostrado o local ideal para que as escolas levem aos jovens conhecimento sobre a flora e a fauna da região através do contato direto com a natureza.

*O Circuito da Ciência é promovido pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), como patrocínio da Petrobras e da Moto Honda da Amazônia, e conta com o apoio de diversas instituições, como o SESC Amazonas, a Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado do Amazonas, o Museu da Amazônia e a Associação Amigos do Peixe-Boi.

Última modificação: 2011/11/25 16:28